PROCLAMANDO CRISTO COMO A ÚNICA SOLUÇÃO

ESTUDO BÍBLICO - A AMIZADE E A EVANGELIZAÇÃO

ESTUDO BÍBLICO - A AMIZADE E A EVANGELIZAÇÃO

A AMIZADE E A EVANGELIZAÇÃO

Evangelizando os nossos amigos

 

Os seres humanos estão sofrendo horrivelmente, eles se encontram mortos: Ef 2:1, escravizados: Jo 8:32,36, em completa escuridão: Jo 8:12, totalmente sem esperança: Ef 2:12, com a alma cansada: Mt 11:28-30. A multidão de pessoas sem Cristo é enorme: Mt 9:37-38, Lc 10:2. Precisamos encher o nosso coração de compaixão por esta multidão de desesperados. 

O segundo maior mandamento é o amor ao próximo - Mt 22:39. A medida do nosso amor ao próximo é amá-lo como a nós mesmos - Mc 12:31. Se nós queremos ser salvos, desfrutar da maravilhosa presença de Deus em nossa vida, e receber o céu, devemos querer que o nosso próximo também alcance estas grandes bênçãos, portanto, se os amamos de verdade contemos pois a eles acerca de Cristo.

A urgência desta tarefa de ir em busca do perdido está registrada na última ordem deixada pelo próprio Senhor Jesus: Mt 28:19, Mc 16:15. Entretanto, apesar das ordens claras e objetivas do nosso Senhor, os “cristãos”, face às suas concepções teológicas, doutrinárias e aos seus preconceitos, têm criado embaraços à propagação do Evangelho. Uma vez “convertidos” os cristãos passam a ter conceitos diferentes de amizade e olham os antigos colegas ou amigos, como “inimigos de Deus” e, uma verdadeira ameaça para a igreja.

Pelas atitudes de muitos “crentes” podemos dizer que boa parte deles perdeu a habilidade de se relacionar com os que pensam ou crêem de forma diferente. Até divergências doutrinárias irrelevantes promovem quebra de amizades. Igrejas próximas umas das outras não se comunicam, tornando-se “concorrentes”, num proselitismo que afronta o princípio cristão da unidade revelado pelo próprio Jesus em Jo 17.

Assim, a comunidade cristã que deveria ser o sal da terra e a luz do mundo vai vivendo um evangelho egoísta, de forma que tudo o que fazemos é para o nosso próprio benefício, somos totalmente voltados para nós mesmos, um clube fechado, um gueto cheio de preconceitos contra tudo e todos.

O verdadeiro cristão não pode ter medo de ser “contagiado” pelos pecadores e, simplesmente, deles se afastar. Precisamos entender que a amizade com o homem que ainda não conhece Deus é o passo inicial para conduzi-lo a Cristo, pois onde há amizade as barreiras são quebradas, a desconfiança é enfraquecida; o diálogo é mais natural e há mais receptividade à mensagem da Palavra de Deus.

A sociedade onde vivemos, precisa reconhecer na igreja uma comunidade amorosa, amiga e fraterna, para que creiam neste bendito e santo Evangelho: Jo. 17: 21.

O exemplo deixado pelo Senhor Jesus foi totalmente diferente do posicionamento da igreja dos nossos dias. Jesus demonstrava carinho e amizade para com os pecadores e deles se aproximava, afinal de contas Ele ensinou que os doentes é que precisavam de médico: Mt 9:11-13; Mt 11:19; Lc 6:32-37.

Note a atuação dEle com a mulher samaritana, Zaqueu, Nicodemos, o moço rico, a pecadora em casa de Simão o fariseu, na ressurreição de Lázaro.

Observe o ensino do amor deixado por Ele nas parábolas da ovelha perdida, do filho pródigo e da dracma perdida – Lc 15.

 

ATITUDES PARA COM SEU(SUA) AMIGO(A)

 

  1. a) FAMILIARIZE-SE COM SEU AMIGO: Descubra sobre sua religiosidade, seus gostos (comidas, lazer, programas de TV e filmes preferidos, livros que lê), suas dificuldades (vícios, ansiedades, mágoas, tristezas), seu relacionamento com a família, amigos e conhecidos.
  2. b) NUNCA SE JULGUE SUPERIOR AO SEU AMIGO: Não se coloque acima, não se ache melhor ou maior do que seu amigo, afinal de contas você foi salvo unicamente pela misericórdia de Deus.
  3. c) OUÇA SUAS OPINIÕES: Se ele expor idéias diferentes daquilo que você crê, ouça primeiro com atenção, depois com paciência e amor coloque o que a Palavra fala sobre o assunto Se você desconhece o assunto tratado, não fale precipitadamente (não vá na onda do achometro), pesquise o que a Palavra diz e depois exponha. Lembre-se que é o Espírito Santo quem fará a pessoa entender as verdades da Palavra, isto não ocorre por força nem por violência.
  4. d) NÃO FALE MAL DE IGREJAS OU RELIGIÕES: Tal atitude pode criar uma barreira para alcançar o seu amigo.
  5. e) PROCURE AJUDÁ-LO EM SUAS DIFICULDADES: Esteja sempre pronto a ajudar e colaborar com seu amigo, não viva só de palavras, demonstre o seu amor.
  6. f) SEJA UM CRISTÃO QUE BRILHA: O seu amigo vai observá-lo com muita atenção, não o decepcione, cuide do seu testemunho, não traia a confiança do seu amigo. Lembre-se que a sua vida deve ser o padrão dos fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé e na pureza ‑ I Tm 4:12.
  7. g) TENHA PACIÊNCIA E ESPERE O AGIR DE DEUS : Devemos estar conscientes que o homem sem Deus não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura – I Co 2:14. Devemos estar conscientes que Satanás se oporá de todas as formas ao nosso trabalho, levando os homens à cegueira espiritual e aos caminhos da incredulidade e desobediência – Ef 2:2, II Co 4:4.  A própria Palavra adverte que a semeadura será com lágrimas – Sl 126:5-6. Lembremos e consideremos a parábola do semeador – Mt 13:3-8,19-23.
Translate this Page

ONLINE
16



 

PASTOR NORBERTO

NO FACEBOOK

CLIQUE:

 

 

LOJA

PROCLAMANDO

CRISTO 

OFERECENDO OS RECURSOS

PARA OS CRISTÃOS 

SEMEAREM O EVANGELHO.

ACESSE:

www.proclamandocristo.loja2.com.br

 - 

-

 TOTAL DE

PAGEVIEWS

-

8.614.426

-

 

 TOTAL DE

VISITANTES