Translate this Page

ONLINE
8


PASTOR NORBERTO

NO FACEBOOK

CLIQUE:

 

 TOTAL DE

PAGEVIEWS

-   

11.313.536

      -

 

 TOTAL DE

VISITANTES

 


CONHECIMENTO SEM DEUS VALE MENOS QUE NADA

 O HOMEM CULTO QUE

SABIA QUASE TUDO

 

Certa vez, um homem muito culto precisou atravessar uma grande represa. Um barqueiro muito simples foi contratado para conduzi-lo pelo enorme lago. Durante a travessia, o erudito senhor perguntou ao barqueiro: "Diga-me uma coisa, você conhece botânica?

O barqueiro olhou surpreso para aquele homem e respondeu: "Não, senhor, não sei o que é isso".

E o homem estudado respondeu: "Você não sabe nada sobre botânica? Botânica é a ciência que estuda as plantas. Que pena! Você perdeu parte da sua vida".

O barqueiro continuava remando com força e determinação, em seguida o homem perguntou se ele conhecia um pouco de astronomia. O pobre barqueiro olhou espantando e disse: "Não senhor; não sei o que é astronomia".

E o grande estudioso explicou: "Astronomia é a ciência que estuda os astros, o espaço e as estrelas. Que pena! Você perdeu parte de sua vida sem saber o que é astronomia".

E  aquele homem  cheio de  cultura  foi perguntando sobre física, química, matemática, história,  filosofia, e  o humilde barqueiro nada sabia para responder, e o homem sempre terminava com o mesmo refrão: "Que pena! Você perdeu parte de sua vida".

De repente, um enorme temporal se formou sobre o grande lago, um vendaval soprou forte, e a frágil embarcação em meio à tamanha tempestade começou a afundar; e o barqueiro perguntou àquele homem: "O senhor sabe nadar?"

E ele, tomado pelo pânico e desespero gritou: "Não, não sei".

Ao que o barqueiro afirmou: "Que pena, o senhor perdeu toda a sua vida".

Quando li esta história, dela tracei uma analogia perfeitamente aplicada à vida de muitos seres humanos, pois quantos são extremamente preparados, eruditos e cultos intelectualmente, formados por universidades de renome, possuidores de  grandes e pomposos diplomas e títulos acadêmicos, mas que são cegos e ignorantes acerca das verdades da vida espiritual, não conhecendo absolutamente nada sobre Deus.

A estes, podemos afirmar que estão perdendo toda a sua vida, pois aquilo que acumularam de cultura e que ficou retido em suas mentes brilhantes, em nada poderá ajudá-los na hora da morte, ou seja, todo o conhecimento adquirido durante anos e anos de estudo de nada lhes valerá no momento do encontro e do acerto de contas com o Supremo e Justo Senhor. 

O homem considerado mais inteligente da história em todos os tempos foi William James Sidis. Ele foi um gênio que aos 6 anos começou a estudar no ensino primário, porém apenas 1 ano depois já estava no ensino médio, nessa época ele já havia aparecido na capa do New York Times por diversas vezes. Com 9 anos de idade ele já tinha publicado 4 livros, aos 11 anos já havia sido aceito como aluno na conceituada universidade de Harvard, se formando aos 16 anos. William falava 40 linguas e o seu QI era estimado em 300 - numa pessoa normal o QI é abaixo de 100, são considerados gênios pessoas com QI 140. William partiu deste mundo para a eternidade com apenas 46 anos de idade, um derrame cerebral lhe ceifou a vida prematuramente.

A vida do gênio William James Sidis nos ensina que ter o domínio sobre o conhecimento e sobre as letras não são coisas ruins, mas isto, certamente não é tudo, afinal de contas de que vale tantas coisas acumuladas em nosso cérebro se voltaremos ao pó da terra, e nada disso levaremos para a eternidade? O verdadeiro gênio é aquele que vive seu dia a dia  com Cristo no coração, amando a Deus acima de todas as coisas.

O apóstolo Paulo era homem extremamente culto, pois havia estudado aos pés de um grande mestre da sua época chamado Gamaliel, mas, depois de conhecer o Mestre por excelência: Jesus Cristo, ele assim escreveu: “Mas o que para mim era lucro, isto considerei perda por causa de Cristo. Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor, por amor do qual perdi todas as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo” – Filipenses 3:7-8.

Seja você também um sábio, que o seu principal desejo seja aprender e conhecer sobre o Salvador Jesus Cristo, vivendo nEle intensamente todos os seus dias, pois isto é o que valerá para a eternidade, o resto será tão somente um registro que ficará arquivado nos anais da história e nada além disso.