Translate this Page

ONLINE
6


PASTOR NORBERTO

NO FACEBOOK

CLIQUE:

 

 TOTAL DE

PAGEVIEWS

-   

11.319.834

      -

 

 TOTAL DE

VISITANTES

 


CURSO BÍBLICO - LIÇÃO 14

 Tire cópias do curso

 "Conhecendo Mais Sobre Jesus"

 e estude com seus

 familiares, amigos e conhecidos

 

 ENCARE DE FRENTE A SUA

 RESPONSABILIDADE

 

Sem dúvida a parábola da ovelha perdida é uma história apaixonante. Jesus contou que um pastor tinha cem ovelhas. Uma tarde ao contá-las percebeu que faltava uma. Imediatamente, sem esperar um minuto sequer, o preocupado pastor deixou as 99 e partiu em busca daquela que havia se perdido.

O pastor poderia muito bem deixar a busca para o outro dia, ou quem sabe, conhecendo bem aquela ovelha  que lhe dava tanto trabalho, nem se importar com ela, afinal de contas aquela era a mais rebelde de todas as ovelhas do seu aprisco. Mas ele não procedeu assim, antes, este  pastor, numa demonstração de amor e consciência da sua responsabilidade partiu imediatamente em busca daquela que estava perdida.

Dentre as muitas lições que podemos tirar desta linda história, salta-nos aos olhos a lição da responsabilidade que  pesa sobre a igreja do Senhor Jesus, a enorme responsabilidade de ir em  busca do que se perdeu.

Não importa que seja uma ovelha rebelde, suja, ferida, atolada no mais  profundo lamaçal, perdida na mais completa escuridão espiritual. É preciso que imitando o pastor saiamos do nosso aprisco que é a igreja, e demonstrando amor, cuidado e consciência do nosso chamado, a busquemos. Ficar no aprisco é muito confortador e aconchegante, mas, não podemos esquecer, que esta não é a razão primeira do nosso chamado como servos e servas do Senhor Jesus.

Jesus deixou para nós o maior exemplo de responsabilidade diante da tarefa de ir em busca do perdido. Sua vida e seu ministério muito nos ensinam sobre isso. 

Seu  ministério  itinerante  passou  pelo  meio  de  gente desqualificada, marcada, desprezada e humilhada pela vida. Gente como Maria Madalena - uma prostituta. Gente como Zaqueu - um corrupto cobrador de impostos. Gente como o endemoninhado Gadareno - homem possuído e arrasado por uma legião de demônios. Gente como Bartimeu - pobre cego de Jericó. Gente como o  ladrão da cruz  - criminoso, condenado à pena de morte.

Seu ministério venceu também as barreiras nacionais e ultrapassou as fronteiras de Israel.

Ele pregou um dos mais lindos de seus sermões para uma mulher samaritana. A mulher cananéia pela sua fé e insistência diante do Senhor recebeu a bênção da cura de sua filha.  Jesus atendeu ao apelo dramático de um centurião romano que clamava pela cura de seu servo.

Jesus  se  identificou  de  tal forma e com tamanha intensidade com estas pessoas que por diversas vezes foi acusado e censurado pelos fariseus.  Numa destas vezes inquirido por se assentar com pecadores afirmou: “Os sãos não precisam de médico, e, sim, os doentes. Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não holocautos; pois não vim chamar justos, e, sim, pecadores ao arrependimento” - Mateus 9:12-13.

O apóstolo Paulo fiel discípulo de Jesus e considerado por muitos como um dos maiores missionários de todos os tempos encarnou também esta responsabilidade de ir em  busca  do perdido. 

Paulo  tinha tanta consciência de sua responsabilidade que chegou a afirmar que a pregação do evangelho de Jesus Cristo era sua obrigação:  “Se anuncio o evangelho não tenho que me gloriar  pois sobre mim pesa esta obrigação...” - I Corintios 9:16.

Ao afirmar que pregar o evangelho era sua obrigação, Paulo estava dizendo que esta tarefa  era uma  ordem que ele precisava cumprir a qualquer preço. Um trabalho  que  era colocado sobre os  seus ombros como tarefa inadiável e intransferível. Com certeza em seu  coração soava forte o imperativo de Jesus Cristo - IDE!.

E ele conclui o versículo dizendo:  “...porque  ai  de  mim  se não  pregar  o  evangelho”.

Ou seja, miserável homem serei se não cumprir o meu chamado. Serei totalmente infeliz se não realizar esta missão.

Que gloriosa consciência missionária e que enorme paixão pelos perdidos tinha o apóstolo dos gentios. Pena que a igreja de Jesus de maneira geral não tenha esta mesma consciência e paixão.

O profeta Ezequiel exortando sobre a responsabilidade que pesa sobre  os  nossos ombros na  tarefa de proclamação das boas novas diz: “A ti, pois, ó filho do homem, te constituí por atalaia sobre a casa de Israel; tu, pois  ouvirás a palavra da minha boca, e lhe darás aviso da minha parte. Se eu disser ao perverso: Ó perverso, certamente morrerás; e tu não falares, para avisar o perverso do seu caminho, morrerá esse perverso na sua iniquidade, mas o seu sangue eu o demandarei de ti. Mas se falares ao perverso para o avisar do seu caminho para que dele se converta, e ele não se converter do seu caminho, morrerá ele na sua iniquidade, mas tu livraste a tua alma”  - Ezequiel 33:7-9.

Observe que o profeta diz que se cumprirmos nossa missão como proclamadores da mensagem de salvação e o perverso morrer na sua iniquidade, livramos nossa alma. Se, porém, nos omitirmos e o perverso morrer na sua perversidade, o seu sangue será requerido de nós. Observe que a Palavra não fala em converter o perverso, pois isso é obra exclusiva do Senhor.  Nossa missão como atalaias de Deus é avisar o perverso do seu mau caminho.

Conheci dois crentes que trabalhavam juntos na mesma empresa e no mesmo departamento, porém, estes dois crentes acomodados e relapsos só se descobriram como crentes depois de quase um ano trabalhando juntos.  Que  vergonha, quanta  falta  de  responsabilidade, quanta apatia e covardia por parte destes “irmãos”.

Tomara que você não seja assim, antes, que você use muito bem o seu tempo e aproveite com o maior cuidado e carinho as oportunidades que têm às mãos, sabendo que os dias que vivemos são dias maus e difíceis: “Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, e, sim, como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus. Portai-vos com sabedoria para com os que são de fora; aproveitai as oportunidades”  - Efésios 5:15 - Colossenses 4:5.

Resta para nós deixar o apelo, para que no tempo que se chama hoje, possamos ter pleno conhecimento das verdades missionárias e absoluta convicção  do  nosso  chamado e da nossa  missão de levar Jesus ao mundo todo.

Que pensemos nos milhões e milhões que caminham na mais completa escuridão, mortos em seus delitos e pecados, perdidos e sem esperança, na mais intensa escravidão. Gente escravizada  pelas drogas e pelo cigarro. Dominados pelo medo, pela solidão, pela ansiedade, pela depressão, pelo ódio, pela angústia, pela mentira, pelo jogo, pelos caminhos do crime.  Prisioneiros da prostituição, do homossexualismo, do lesbianismo e da feitiçaria.

Escravos  e   mais  escravos.  Bilhões deles por toda parte. Nas casas, nas ruas, nos edifícios, nas lojas, nas empresas, nas oficinas, nas construções, nos bancos, nos  bares, nos restaurantes, nas praças, nos ônibus, nos aviões, no metrô, nos carros, nos caminhões.

Que você, querido(a)  irmão(ã) possa olhar as multidões que caminham para o mais terrível e desgraçado fim, e sinta o mesmo sentimento de compaixão que brotou no coração de Jesus ao olhar as multidões e sentir que estavam aflitas como ovelhas que não tem pastor – “Vendo Ele as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam aflitas e exaustas como ovelhas que não têm pastor” - Mateus 9:36.

 

1) Como a parábola da ovelha perdida nos ensina sobre a nossa responsabilidade missionária?

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

_______________________________________________________________________

 

2) Jesus deixou para nós o maior exemplo de responsabilidade missionária. Cite aqui quatro exemplos de pessoas que foram alcançadas por Jesus em seu ministério missionário:

1)____________________________________________________________________

2)____________________________________________________________________

3)____________________________________________________________________

4)____________________________________________________________________

 

3) Além de pregar para os Judeus, que era o seu povo, Jesus também ultrapassou as fronteiras nacionais e atingiu outros povos. Cite aqui 3 exemplos de pessoas de outras nacionalidades alcançadas por Jesus:

1)____________________________________________________________________

2)___________________________________________________________________

3)____________________________________________________________________

 

5) O que Paulo queria dizer ao afirmar  ->  “pois sobre mim pesa essa obrigação” :

(   ) Que ele podia passar a tarefa missionária para outros irmãos realizarem

(   ) Que a obra missionária era um trabalho para ele cumprir a qualquer preço

(   ) Que a obra missionária poderia ser adiada ficando para outro dia

 

6) “Aí de mim se não pregar o evangelho” - qual o sentido desta afirmação de Paulo?

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

_______________________________________________________________________

 

7) Segundo Ezequiel 33:7-9 o que o atalaia deve fazer em relação ao perverso?

(   ) Converter o perverso 

(   ) Deixar o perverso morrer

(   ) Pregar (avisar) ao perverso

 

8) Converter o perverso é trabalho do Espírito Santo, a nós cabe:

(   ) Dormir   

(   ) Andar

(   ) Esperar  

(   ) Correr   

(   ) Pregar

(   ) Parar

 

 9) Se avisarmos o perverso do seu mau caminho livramos a nossa alma. Porém, se nos omitirmos e não o avisarmos e ele morrer em sua iniquidade o que acontecerá conosco?

(   ) O Senhor cobrará do pastor da igreja porque não pregarmos

(   ) O Senhor cobrará de cada um de nós pela nossa insensibilidade e omissão

(   ) O Senhor cobrará dos irmãos da igreja pela nossa falta de visão missionária

 

10) Se dois crentes trabalham juntos e só se descobrem como crentes depois de um ano de trabalho, o que este fato nos revela?

(    ) Que estes crentes tinham dentro de si um verdadeiro espírito missionário.

(    ) Que estes crentes eram acomodados e não tinham um coração missionário.

(    ) Que estes crentes tinham um enorme desejo de testemunhar de Jesus.

 

11) Ao observar as multidões que o seguiam Jesus viu que estavam:

(   ) Aflitas como ovelhas que não tem pastor 

(   ) Felizes pois tinham uma religião

(   ) Realizadas pois tinham recurso financeiro para viver.

 

12) Qual o sentimento que Jesus sentiu, e que nós devemos também sentir, ao ver a situação da multidão que o seguia?  

(    ) Raiva    

(    ) Compaixão   

(    ) Tristeza

 

13) Descreva aqui qual é a situação dos homens que encontram-se longe de Deus:

_____________________________________________________________________

_____________________________________________________________________

_______________________________________________________________________

 

14) Diante desta triste situação em que os homens se encontram, o que a Palavra nos   aconselha a estarmos fazendo? Colossenses 4:5:

(    ) Portarmo-nos com incredulidade pois os homens não querem saber de Jesus

(    ) Portarmo-nos com frieza pois os homens estão totalmente perdidos

(    ) Portarmo-nos com sabedoria e aproveitar as oportunidades para pregar