Translate this Page

ONLINE
12


PASTOR NORBERTO

NO FACEBOOK

CLIQUE:

 

 TOTAL DE

PAGEVIEWS

-   

11.313.536

      -

 

 TOTAL DE

VISITANTES

 


FUGINDO DAS DÍVIDAS

FUGINDO DAS DÍVIDAS
 
 
 
 Sim, elas são o pesadelo de muita gente. Bolas de neve que rolam e rolam num crescimento sem fim. Mas como combatê-las? Já inventaram algum manual fácil de seguir para nunca mais ser necessário se preocupar com elas?...infelizmente ainda nao.
 
Entretanto, com algums bons hábitos e muita disciplina é possível ter o sono tranquilo e ficar bem longe das tão temidas dívidas.
 
Abaixo, segue uma lista com 5 bons hábitos pra afastar o fantasma da dívida do seu dia-a-dia:
 
Nao dê passos maiores que as pernas:
 
Procure ter consciência das suas limitações financeiras. Não tente manter um padrão de vida, pelo qual você não possa pagar. Evite desejos ou vontades exageradas que estão muito acima do que você pode arcar com seu capital. Ambição é bom, é uma motivação para o crescimento. Mas o segredo pra correr das dívidas é manter os pés no chão e pensar duas (dúzias!!! de) vezes o que fazer com o seu dinheiro.
 
Fuja dos Juros:
 
Cuidado com compras à prestação. O que parece barato, pode sair mais caro do que você pensa. Com Juros Compostos não se brinca!!! Prefira sempre o pagamento à vista ou o parcelamento sem juros e pesquise muito antes de fazer qualquer negócio. Evite cair no cheque especial!!! Essa pode ser uma viagem sem volta!
 
Poupe, Poupe e Poupe:
 
Economize seu dinheiro. Faça um fundo pra ficar seguro nas emergências financeiras. Separe uma parte de seu dinheiro para ser investido! Tente fazer com que o dinheiro que você ganha trabalhe pra você e se multiplique por si mesmo. Não confie somente no seu salário como única fonte de renda.
 
Pequenos Gastos, Grandes Prejuízos:
 
Cuidado com os pequenos gastos do dia-a-dia. Muita gente não tem nem idéia de quanto dinheiro simplesmente se joga fora com coisas totalmente supérfluas e sem utilidade alguma. As dívidas muitas vezes não se originam de grandes compras. Há vezes em que o grande vilão da instabilidade financeira é justamente o pequeno gasto, aquele quase imperceptível que ninguém dá a menor importância.
 
Não tente tapar o sol com a peneira:
 
Não adquira uma nova dívida para quitar a antiga. Descentralizar a dívida só tende a aumentá-la! Péssimo procedimento! Concentre-se em diminuir a já existente com recursos duradoros, de maneira definitiva. Quitar uma dívida possa ser uma tarefa extremamente difícil, mas acredite, essa é a única maneira de se livrar dela.