Translate this Page

ONLINE
12


PASTOR NORBERTO

NO FACEBOOK

CLIQUE:

 

 TOTAL DE

PAGEVIEWS

-   

11.295.863

      -

 

 TOTAL DE

VISITANTES

 


SOBRE O MOVIMENTO HOMOSSEXUAL

SOBRE O MOVIMENTO

 

HOMOSSEXUAL E SUAS

 

IMPLICAÇÕES

 

Nos últimos tempos minha caixa de e-mail tem estado sempre cheia com comentários de cristãos e líderes religiosos expressando preocupação com os acontecimentos envolvendo a aprovação do Supremo Tribunal Federal da união estável entre pessoas do mesmo sexo, a questão da PL 122, o movimento homossexual e todos os seus derivativos. Diante de tantas manifestações e inquietações, vale a pena tecer alguns comentários:

No tempo do fim, Jesus advertiu sobre a multiplicação da iniqüidade, e é assim que vai acontecer, afinal de contas as palavras do Divino Senhor  tem se cumprido  e se cumprirão  integralmente: ”E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor se esfriará de quase todos” - Mateus 24.12  

O apóstolo Paulo escrevendo de forma clara nos adverte sobre o comportamento e as atitudes dos homens que vivem distantes de Deus: Por isso, Deus entregou tais homens à imundícia, pelas concupiscências de seu próprio coração, para desonrarem o seu corpo entre si;  pois eles mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do Criador, o qual é bendito eternamente. Amém! Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza; semelhantemente, os homens também, deixando o contato natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro. E, por haverem desprezado o conhecimento de Deus, o próprio Deus os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem coisas inconvenientes, cheios de toda injustiça, malícia, avareza e maldade; possuídos de inveja, homicídio, contenda, dolo e malignidade; sendo difamadores, caluniadores, aborrecidos de Deus, insolentes, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais, insensatos, pérfidos, sem afeição natural e sem misericórdia” Romanos 1:24-31. Assim , a Igreja de Deus na Terra precisa estar consciente que a nossa luta não é contra carne nem sangue, mas contra principados e potestades: “Porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes” - Efésios 6.12. 

Devemos saber que Satanás conduz os homens à cegueira espiritual e aos caminhos da desobediência: “Nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência. Nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus - Efésios 2:2 - II Corintios 4:4.

A Palavra afirma que o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura: Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente” - I Corintios 2:14.

A Palavra ensina também que os homens sem Deus estão espiritualmente mortos: Ele vos deu vida, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados”,- Efésios 2:1.

Afirma que estes estão presos pelo império das trevas: Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor” – Colossenses 1:13, tais indivíduos amam mais as trevas do que a luz por isso suas obras são más:  “O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más” - João 3:19.

Diante disso, é bom lembrar que jamais convenceremos tais pessoas dos seus pecados, maldades e depravações usando argumentações teológicas, exposições doutrinárias ou qualquer outro recurso humano: “Não por força nem por poder, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos” - Zacarias 4:6.

Certamente, de nada adiantará lutar com nossas próprias forças para tentar mudar o quadro que se apresenta diante de nós, antes, precisamos tomar duas atitudes que farão toda a diferença no mundo que vivemos:

Em primeiro lugar:

Precisamos decidir amar estas pessoas que vivem sem Deus e sem esperança, algemadas pelo erro, amar incondicionalmente, amar como Jesus amou: “Ao desembarcar, viu Jesus uma grande multidão e compadeceu-se deles, porque eram como ovelhas que não têm pastor” - Marcos 6:34  

Certamente, amando assim, seremos identificados como verdadeiros discípulos de Cristo e marcaremos a alma dos que insistem em praticar o erro e viver no pecado: “Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros” – João 13.35.

A Palavra ensina que o amor encobre multidão de pecados: Acima de tudo, porém, tende amor intenso uns para com os outros, porque o amor cobre multidão de pecados” - 1 Pedro 4.8.

O apóstolo João nos desafia a amarmos não somente de palavra mas de fato e de verdade: “Filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas de fato e de verdade” - 1 João 3.18.

Em segundo lugar:

Precisamos urgentemente pregar o Evangelho ao mundo. Pregar com simplicidade e clareza, em todo o tempo, em todo lugar, a qualquer hora, para todas as pessoas. Esta foi a última ordem expressa deixada pelo Senhor antes de subir ao céu: “Ide por todo o mundo, e pregai o Evangelho a toda a criatura” – Marcos 16:15.

O apóstolo Paulo nos ensina que o Evangelho é o poder de Deus para a Salvação de todo aquele que crê: “Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego” – Romanos 1.16.

Concluindo:

Amando de fato e de verdade, e pregando com simplicidade o puro e santo Evangelho de Cristo, certamente abalaremos o mundo, esta foi a eficaz fórmula usada pela igreja nascente de Atos dos Apóstolos que vivia debaixo de forte oposição e opressiva perseguição, este continua sendo o recurso de Deus para Sua Igreja hoje, e então toda Terra saberá que há Deus entre nós!